Arquivo

>10

Autor(es) Sergio GARCÍA

Editora Sinsentido

Ano de Publicação 2004

Número de Páginas 36 p.

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 10 anos

Comentário Ensaio pequeno e divertido em que o autor Sergio Gárcia explica passo a passo como se faz banda desenhada, desde a sua ideia até à impressão, comercialização do livro.
Na tradição de livros como “Understanding Comics” de Scott McCloud, “Anatomía (…)” também é “escrito” na forma de bd. É um manual interessante para qualquer pessoa que se interesse pelo médium e os seus segredos, e especialmente para o público mais novo.
Em castelhano.

Anúncios

Autor(es) Fernando BENTO, argumento e desenho; Robert-Louis STEVENSON, autor da obra adaptada

Editora Asa

Ano de Publicação 1991

Número de Páginas 40 p.

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 10 anos

Comentário Publicada pela primeira vez em 1947 na revista Diabrete “A ilha do tesouro” de Fernando Bento (1910-1996), um dos mais notáveis autores portugueses de bd, relata-nos uma aventura de um dos mais importantes escritores da literatura mundial Robert Louis Stevenson (1850-1894).
Trata-se de uma história de piratas, com todos os ingredientes: um tesouro por descobrir, um mapa, uma ilha, uma expedição, um motim e um pirata com uma só perna, que continua, nos dias de hoje a ser uma história de aventuras das mais amadas da literatura.

Informação Bibliográfica Sequela: “Regresso à ilha do tesouro” (Asa; 1993; com H.A. Calahan, autor da obra adaptada)

Autor(es) Lewis TRONDHEIM

Editora Witloof

Ano de Publicação 2000

Número de Páginas 50 p.

Impressão Preto e Branco

Faixa Etária Recomendável A partir dos 10 anos

Comentário “A Mosca” é uma divertida história sem palavras (bd muda) que, como o título indica, narra diversas peripécias de uma mosca. Ao relatar a biografia do seu protagonista, desde o seu obscuro nascimento no caixote do lixo, Trondheim junta ao humor a evocação de um terno sentido de risco e descoberta permanente.

Autor(es) Akira TORIYAMA

Editora Asa

Número de Volumes 18 volumes

Impressão Preto e Branco

Faixa Etária Recomendável A partir dos 10 anos

Comentário Sangoku, o pequeno heroí naif, dotado de uma cauda de macaco e de uma força hercúlea, possui uma enorme popularidade junto do público mais jovem, em parte graças à série de desenhos animados. A banda desenhada original que mistura o humor e o fantástico com as artes marciais, proporciona uma leitura divertida e da direita para a esquerda, como acontece nas edições nipónicas.

Informação Bibliográfica Planeta De Agostini, 42 volumes (ed. esgotada)

Capa-Jim-CuriosoAutor(es) Mattias PICARD

Editora Polvo

Número de Volumes 1 volume

Impressão Três Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário  Jim Curioso retrata a fantástica viagem de um rapaz ao fundo do mar, equipado com um fato de mergulho à moda antiga. Mas não existem palavras a contar a sua história — apenas intricadas imagens. Ao descer às águas, a imagem fica enriquecida com relevos, graças aos óculos 3D. Jim passa inicialmente pelo lixo atirado à água pelos habitantes terrestres, para logo se aventurar cada vez mais nas profundezas, cruzando-se com peixes e viajando no tempo à medida que descobre vestígios da segunda guerra mundial, um navio pirata naufragado e mesmo o que parece ter sido a Atlântida… Vê ainda formas de vida primitivas, estranhas medusas e monstros de todos os géneros, antes de uma misteriosa força o trazer de novo à superfície.

Esta é uma história muda destinada a um público dos 7 aos 77 anos. Dois pares de óculos 3D podem ser encontrados no interior do livro, permitindo à criança ser acompanhada na viagem ao fundo do mar. A meio caminho entre a banda desenhada e o livro ilustrado, esta obra faz-nos recordar os universos de Júlio Verne.

Autor(es) Michel PLESSIX, argumento e desenho; Kenneth GRAHAME, autor da obra adaptada

Editora Witloof

Número de Volumes 4 volumes

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 10 anos

Comentário Deve haver um poderoso anjo da guarda a velar pela mais famosa das obras de Kenneth Grahame (1859-1932), “O Vento nos Salgueiros”. A sua adaptação televisiva, realizada entre 1984 e 1988, é uma referência na animação de volumes, e deixou uma marca indelével na memória de quem acompanhou as aventuras e desventuras do rato, do sapo e da toupeira. A sua adaptação cinematográfica, em 1997, pela mão de Terry Jones e boa parte da trupe dos velhos Monthy Python (…), é um pequeno filme de culto, muito elogiado. Agora, a sua adaptação à bd, pela mão de Michel Plessix, é uma notável exibição de talento, e, para o público infanto-juvenil (…) aquilo que o autor francês produz é um verdadeiro tratado de bom gosto e requinte, tanto na mera adaptação do texto (para crianças, o livro até pode parecer um pouco palavroso, mas flui admiravelmente), como na qualidade da planificação, que poderíamos classificar como “cinematográfica” em virtude da variedade de ângulos adoptados e da alternância entre establishing shots, grandes planos e planos de pormenor, mas que, bem vistas as coisas, está profundamente ligada à bd – no trabalho de Plessix, tal como nos grandes autores, a prancha não é jamais um simples somatório de vinhetas, mas uma entidade com um valor plástico próprio. © João Miguel Tavares