Arquivo

>06

Autor(es) Lindsay CIBOS, argumento; Jared HODGES, desenho

Editora Asa

Número de Volumes 3 volumes

Impressão Preto e Branco

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário «Amanda tem nove anos e é uma menina solitária que deseja desesperadamente um animal de estimação. Quando escolhe um furão e lhe chama Pêssego, Amanda consegue uma coisa que mais ninguém tem na escola! Há apenas duas regras: Amanda tem de cuidar da Pêssego e a Pêssego não pode morder-lhe nunca! Quando a pedante Pêssego vê a mão da Amanda – um monstro de cinco cabeças aos olhos de um minúsculo furão com complexo de princesa – morde para se defender! O que fará Amanda?»
Série criada por Lindsay Cibos e Jared Hodges, dois jovens autores vencedores do concurso da Tokiopop para novos autores de mangá (bd japonesa), produto da forte influência do Mangá no mercado da bd global.
É uma aposta na edição em Portugal de Mangá Shoujo – para adolescentes do sexo feminino.

Anúncios

Autor(es) HERGÉ

Editora Asa

Número de Volumes 24 volumes

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário Criado em 1929 Tintim é o herói referência da banda desenhada europeia. Tintim é um reporter (…que por sinal nunca foi visto a fazer nenhuma reportagem), com ar de eterno adolescente. Encarna um espírito de curiosidade misturado com uma conduta irrepreensível. As aventuras deste herói começam praticamente apenas com o seu personagem, mas a partir do Lótus Azul, começam a surgir uma verdadeira “família” de personagens algo truculentas. A obra é uma verdadeira síntese encipclopédica do século XX, que combina diversos níveis de leitura, cheia de brio, humor e suspense, sem esquecer o rigôr com que toda ela é desenvolvida. Nos nossos dias estas aventuras e o seu autor (Hergé ou Georges Remi; 1907-1983) são alvo de uma literatura crítica super abundante.

Autor(es) PEYO

Editora Meribérica/Liber

Número de Volumes 5 volumes

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário As histórias de um povo curioso, constituído por pequenas criaturas azuis, que falam uma linguagem muito engraçada e que vivem numa espécie de sociedade ideal.
Curioso é o facto de a palavra estrumpfe ter nascido quando durante um repasto em que Peyo (pseudónimo de Pierre Culliford) pede a Franquin “passa-me aí o estrumpfe” para um objecto que lhe tinha escapado o nome. Franquin achou imensa graça à palavra e todos passaram o resto da refeição a utilizar a palavra.

Informação Bibliográfica Editorial Publica, 11 volumes (ed. esgotada)

Autor(es) José ABRANTES

Editora Gailivro

Número de Volumes 1 volume

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário Nova série de bd para crianças de um dos poucos autores nacionais que trabalha nesta área.
Sinopse do primeiro volume: «Morgana é uma jovem aprendiz de feiticeira, que sonha ter uma vassoura mágica. De repente, vê-se envolvida na investigação do misterioso rapto do Grande Moga, o maior fabricante de vassouras voadoras do país. Depois de uma série de aventuras, acabará por descobrir o segredo da Atlântica.»

Autor(es) Carl BARKS

Editora Edimpresa

Número de Volumes 4 volumes

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário Edição portuguesa da obra de Carl Barks (1901-2000), autor que durante mais de duas décadas trabalhou nos estúdios Disney produzindo as melhores e mais memoráveis histórias da família de patos mais famosa do mundo.
Esta obra está a ser realizada numa colecção intitulada “Obras-primas da BD Disney” compreendendo os números 3 (histórias entre 1954 e 1956), 5 (1956-1957), 7 (1958-1959) e 9 (1952-1954).

Autor(es) Lyonel FEININGER

Editora Libri Impressi

Ano de Publicação 2010

Número de Páginas 40p

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário (…) Esta banda desenhada foi publicada entre 1906 e 1907 pelo jornal norte-americano Chicago Sunday Tribune e foi assinada pelo artista americano de origem alemã Lyonel Feininger, cujo trabalho ficou ligado ao Expressionismo e Cubismo.
‘É a primeira edição no mundo que apresenta as cores restauradas’, disse à Lusa o editor, que demorou quatro meses – à média de duas pranchas por semana – para restaurar toda a obra ‘Os meninos kin-der’, agora publicada. O álbum, que se apresenta num formato maior do que o que é habitual e com uma tiragem de 400 exemplares, ‘mostra que há mais de cem anos faziam-se coisas absolutamente modernas’, disse Manuel Caldas.
‘Meninos kin-der’ gira em torno de três irmãos que, com um cão e um boneco mecânico, partem numa viagem pelo mundo em ‘aventuras insólitas’, descreveu Manuel Caldas.
Lyonel Feininger acabou por abandonar esta história, contemporânea de outra referência da história da banda desenhada, ‘Little Nemo’, de Winsor McCay e publicada a partir de 1905.
A edição portuguesa inclui uma introdução assinada pelo investigador espanhol Rúben Varillas, que descreve Feininger como ‘um desenhador de histórias aos quadradinhos adiantado para a sua época’, cujo trabalho é ‘uma verdadeira aventura visual’.
A matéria-prima para este trabalho de restauro de Manuel Caldas foi o seu arquivo de imprensa norte-americana e exemplares disponibilizados por um coleccionador dos Estados Unidos, tudo desenvolvido em formato digital, mas num processo lento e artesanal que não descuida a excelência do detalhe.
O editor admite mesmo que o rigor pela qualidade é ‘uma obsessão’ e por isso dedica 12 a 14 horas diárias ao restauro de banda desenhada em casa, na Póvoa de Varzim. (…) © Pedro Cleto

Autor(es) Lewis TRONDHEIM, argumento; Thierry ROBIN, desenho

Editora Vitamina BD

Número de Volumes 2 volumes

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 6 anos

Comentário Lewis Trondheim (França, 1964) publicou o seu primeiro álbum em 1990, no coração de um movimento fortíssimo de renovação da bd europeia, que nascia então de projectos (…) independentes. Passados estes anos, a sua bibliografia conta com noventa títulos noventa (…)! Entre nós, oito deles foram já traduzidos, sem, ainda assim, dar a possibilidade ao leitor de língua portuguesa de viajar a todas as latitudes da sua produção (formatos, temas, estilos, colaborações, etc). (…) As crianças, muito sensíveis, como é sabido, à ideia de brincadeira, podem experimentar Trondheim na sua vertente de argumentista em (…) Menino Pai Natal com o desenho de Thierry Robin, tem no lugar de protagonista o velho de sempre, mas com alguma inovações temáticas (as prendas resultam da reciclagem de lixos) e vários achados gráficos de efeito sem uma única palavra. (…) © João Paulo Cotrim

Informação Bibliográfica Meribérica/Liver, 1 volume