Arquivo

Monthly Archives: Março 2012

Autor(es) João Paulo COTRIM, coordenação

Editora Bedeteca de Lisboa

Ano de Publicação 2000

Número de Páginas 94 p.

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 14 anos

Comentário Catálogo bilingue de uma exposição que esteve patente no Salão lisboa 2000. Estas pinturas narrativas são produções populares, geralmente de conteúdo religioso e histórico-lendário que não recebem na consciência dos espectadores o estatuto de obras de arte. Subordinam-se habitualmente aos princípios estéticos e características estilísticas próprios da arte dos ícones religiosos. As obras expostas que são uma espécie de proto-bd’s oferecem a possibilidade de pensar sobre o estatuto da arte, sobre as relações entre reprodução e representação, reavaliar as clivagens estabelecidas entre a função social do pintor, do ilustrador e do desenhador.
Esta “descoberta antropológica” chegou-nos através de Manuel João Ramos, investigador na área dos estudos etíopes no Departamento de Antropologia do ISCTE e coordenador do Núcleo de Estudos Etíopes da Sociedade de Geografia de Lisboa.

Autor(es) Nelson DONA (Direcção); Sara Figueiredo COSTA (Coordenação)

Editora Câmara Municipal da Amadora

Ano de Publicação 2009

Número de Páginas 144 p.

Impressão Preto e Branco

Faixa Etária Recomendável A partir dos 14 anos

Comentário Documento de análise e síntese que vai continuar “Hoje, a bd 1996/1999” (Bedeteca de Lisboa; 2001) sobre o “ponto da situação” da bd portuguesa, e o impacto do Festival da Amadora sobre o meio.
De forma resumida, abarcando as várias áreas da bd – da edição à formação, dos eventos às bibliotecas, por exemplo – este livro expõe o suficiente o que se passa em Portugal, sendo obrigatória sua leitura a qualquer agente do mercado (autor, editor, formador, organizador).
A completar o livro é ainda anexado um texto sobre a colecção de originais do CNBDI, escrito por Cristina Gouveia, e um texto sobre a exposição “Contemporaneidade na BD Portuguesa”, comissariada por Pedro Moura.

Autor(es) Sergio GARCÍA

Editora Sinsentido

Ano de Publicação 2004

Número de Páginas 36 p.

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 10 anos

Comentário Ensaio pequeno e divertido em que o autor Sergio Gárcia explica passo a passo como se faz banda desenhada, desde a sua ideia até à impressão, comercialização do livro.
Na tradição de livros como “Understanding Comics” de Scott McCloud, “Anatomía (…)” também é “escrito” na forma de bd. É um manual interessante para qualquer pessoa que se interesse pelo médium e os seus segredos, e especialmente para o público mais novo.
Em castelhano.

Autor(es) Cristina GOUVEIA, edição

Editora Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem ; Devir

Ano de Publicação 2002

Número de Páginas 80 p.

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 14 anos

Comentário Catálogo da exposição dos trabalhos do autor Alan Moore (para muitos o melhor argumentista de sempre) que aconteceu entre 20 de Setembro e 31 de Dezembro de 2002, no Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem (Amadora).
Reproduções de páginas de todas as suas principais obras publicadas na Inglaterra e nos EUA fazem parte deste catálogo, que conta a sua carreira, detalhes e curiosidades.

Autor(es) José-Louis BOCQUET, argumento; Jean-Luc FROMENTAL, argumento; STANISLAS, desenho

Editora Mundo Fantasma

Ano de Publicação 2003

Número de Páginas 64 p.

Impressão Duas Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 14 anos

Comentário (…) Com excepção de pequenas paródias e homenagens ligeiras, os autores de BD não costumam ser o centro das atenções, a não ser em obras declaradamente autobriográficas. O próprio Hergé já havia sido abordado, de passagem, nalgumas das histórias curtas que a revista A Suivre lhe dedicou após a sua morte em 1983, e que hoje podemos encontrar reunidas no álbum Hergé – L’Hommage de la Bande Dessinée.
Mas as ambições de As Aventuras de Hergé vão muito além desses exercícios curiosos. Aqui, trata-se de pôr de pé uma espécie de súmula da vida de um dos mais importantes autores de BD do século XX, ao mesmo tempo que se pisca o olho às suas criações, sobretudo através do belo trabalho gráfico de Stanislas Barthélémy. O projecto está, sem dúvida, bem documentado, e a vida do senhor Georges Rémi é quase tão emocionante quanto uma aventura do Tintim, mas o Rossio nunca caberá na rua da Betesga. E, obrigados a fazerem opções, os argumentistas acabaram por adoptar um tom demasiado apologético, suavizando as questões ideológicas e contornando com candura os problemas sentimentais. © José Miguel Tavares

Autor(es) Carlos Bandeiras PINHEIRO; João Paulo Paiva BOLÉO; João Paulo COTRIM

Editora Bedeteca de Lisboa

Ano de Publicação 1996

Número de Páginas 96 p.

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 14 anos

Comentário Catálogo da exposição patente na Bedeteca de Lisboa entre Outubro e Novembro de 1996 sobre a série de bd de Stuart de Carvalhais (1887-1961). Inclui textos vários incluindo João Manuel (pessoa que inspirou uma das personagens) e uma Quadriculografia completa da série, para além da reprodução dos originais.

Autor(es) João Miguel LAMEIRAS; João Ramalho SANTOS

Editora Bedeteca de Lisboa ; Cotovia

Ano de Publicação 1998

Número de Páginas 180 p.

Impressão Quatro Cores

Faixa Etária Recomendável A partir dos 14 anos

Comentário Uma interessante incursão sobre a série “As Cidades Obscuras” de Schuiten e Peeters (ver na Sala do Fantástico) com análises aprofundadas a diversos aspectos do seu universo: a arquitectura, a religiosidade, as mulheres, etc… ensaios vários apresentados como se tivesse ocorrido um congresso e onde vários críticos e investigadores da nossa praça são parodiados de forma divertida e inteligente.