Pat Boon: “Happy End”

Autor(es) WINSHLUSS

Editora Polvo

Ano de Publicação 2002

Número de Páginas 32 p.

Impressão Preto e Branco

Faixa Etária Recomendável A partir dos 14 anos

Comentário A personagem Pat Boon, criada por Winshluss, que poderia ser um discípulo tardio de Robert Crumb, ainda mais underground (Winshluss não tem um traço tão seguro e detalhado, mas as suas mulheres são iguais, sobretudo na abundância de carnes). Boon é um espécie de Calimero hardcore: por melhores que sejam as suas intenções, tudo lhe sai errado. A sua cara bolachuda e os olhos de bambi contrastam com o mundo em volta, muito feio e muito mau, onde encontramos membros do Ku Klux Klan, um bluesman e uma porca, que acabam nos filmes pornográficos. O mundo dos fanzines está cheio de histórias que pisam o risco do bom gosto, mas raramente o fazem com o equilíbrio de Winshluss, onde a tragédia é exposta com negríssimo humor e ácida ironia, mas também com uma surpreendente sensibilidade. © João Miguel Tavares

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: